domingo, 21 de junho de 2009

Definição

Definição pelo Dicionário Aurélio

Feedback

s.m. (pal. ingl.) Em cibernética ou em psicologia, ação de controle retroativo; o mesmo que realimentação, em cibernética, e retroação, em psicologia.


Definição pelo Oxford American Dictionaries

1.Information about reactions to a product, a person’s performance of a task, etc., used as a base for improvement.

2. The modification or control of a process or system by its results or effects.



Feedback

Pode-se definir feedback como um processo de retroalimentação, que se caracteriza justamente pelo dar e receber informações sobre si e os outros, na medida em que vão ocorrendo as interações e relações entre pessoas ou grupos. O feedback pode envolver aspectos operacionais do desempenho, tais como qualidade, quantidade, produtividade, processos de trabalho e também variáveis comportamentais, tratando das ações pessoais que podem estar dificultando ou facilitando o atendimento dos objetivos, por exemplo, resistência a mudanças, dificuldades de comunicação com o grupo, resistência a participação no trabalho.

Características do processo de Feedback

Conforme FRITZEN (1973 p.21), para se efetuar um feedback eficaz e quebrar algumas resistências, algumas condições devem ser observadas:
a) aplicável - dirigindo a questões que podem ser modificadas pelo receptor, a partir do reconhecimento de uma falha ou desvio a corrigir.
Exemplos: -“Como você fala muito baixo, torna-se difícil escuta-lo em boa parte do tempo.” (É aplicável.) -“Seu modo de falar não é adequado.” (Não é aplicável. No que se refere?)

b)específico - dirigidos a questões ou áreas especificas de avaliação. Normalmente ha uma relação direta com a característica anterior. Quanto mais especifico um feedback, mais aplicável ele poderá ser.
Exemplos: -“No seu processo de comunicação verbal no trabalho, você usa muitos termos técnicos de sua área de atuação, os quais não são de domínio de boa parte das pessoas.” ( É especifico e também aplicável.) -“Você tem um problema na sua comunicação interpessoal.” ( Não é especifico e dificilmente aplicável. Ao que se refere?)

c) neutro – sem censura ou interpretação pessoal previa.
Exemplos: “você tem mania de...” “eu não gosto disso” (Há uma censura previa). “por certo, você faz tal coisa, porque...” “eu não gosto disto.” ( presença de julgamento prévio).

d) oportuno – o mais próximo possível do fato gerador, em termos de tempo. Deve-se avaliar condições emocionais do emissor e receptor para que a comunicação seja eficaz e o mais neutra possível.

e) objetivo – clareza na mensagem, foco no problema, utilização de exemplos minimizando rodeios ou frases evasivas.

f) comunicação direta – pessoal e direta, sem omissão, evitando desprestigio ou interpretação duvidosa, causada por recados dados por terceiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reportagens

Loading...